Cultura e Anarquia

Cultura e Anarquia: uma exposição

Cultura e AnarquiaCulture and Anarchy é uma série de ensaios produzidos por Matthew Arnold para a Cornhill Magazine entre 1867 e 1868, mais tarde reunidos em formato de livro. Trata-se provavelmente de um dos títulos mais importantes da história, no campo dos estudos sociais e culturais: estabeleceu termos duradouros na crítica intelectual, como certo sentido da palavra “filisteu” e, evidentemente, o alcance semântico da expressão “alta cultura”, base e estandarte da moderna educação liberal. O escopo deste artigo consistiria em desvendar, diante do leitor, a significação exata das categorias críticas de Mr. Arnold, de modo a introduzir e divulgar, no vocabulário nacional, a delicadeza analítica de que por tanto tempo os jovens universitários anglófonos se têm beneficiado. Não há, porém, meio seguro de tornar a linguagem de Arnold fácil: seu modo assistemático e torrencial de expressão é manifestação fiel duma inteligência intuitiva e tempestuosa. Nem por isso se torna impossível explicá-lo, é claro. Suas categorias, embora flexíveis, são firmes. E se o estilo de sua prosa causa a impressão de irregularidade, diletantismo ou vagueza, quando se apreende a forma profunda de suas análises torna-se claro o vigor de cada parte. (Continue lendo esse artigo…)

(Dicta & Contradicta, v. 10, pp. 242-251, 2013)

Leave a Reply